10.22.2008

4
O boneco que sabia demais




Este boneco era giro. Era simpático, a apontar-nos os números para marcarmos o código. Tinha pinta ao traçar a sua perna. Foi traído pela própria rede SIBS quando esta meteu uma senhora a fazer de voz do multibanco quando o boneco é claramente homem.

Quiseram calá-lo, o boneco que sabia demais. Afinal, tantos anos no multibanco que já devia saber qualquer coisa. Num dia estava lá e noutro dia puff, fez-se o chocapic. Que é como quem diz, desapareceu.


E agora vem-me uma aventesma de braços nos ar pedir-me para introduzir o cartão quando lá chego. Quando vou ao multibanco tenho um sério receio que esteja alguém por trás de mim a apontar uma arma ao boneco. Ele tem mesmo ar de "mãos ao ar, isto é um assalto". Ainda por cima no multibanco.

Eu como futura-pseudo-psicóloga acho que deve ser trauma da última moda de atentados contra as caixas multibancos. O bicho agora, digo, o boneco, está traumatizado e já levanta os braços a toda a gente. Esperemos que não cheire mal dos sovacos.




Agora a sério, é que este boneco tem mesmo cara de parvo.
Até parece que o estou a ouvir: "Levem tudo menos a caixa!"



(a tese da reforma choruda do boneco do multibanco em http://iva.caoazul.com/blogiva/archives/516)

4 Pessoas leram e ainda comentaram!

Flora disse...

es a pior.

LP disse...

RIP ao 'Multi'!



"Num dia estava lá e noutro dia puff, fez-se o chocapic. Que é como quem diz, desapareceu."

Excelente, de chorar a rir!

=D

JP disse...

De acordo! O simpático e gentil boneco, depois de tantos anos ao serviço da comunidade SIBS (leia-se utilizadores das máquinas que "dão" notas do banco de portuga) merecia uma reforma mais condizente com o seu estatuto de "socorro dos aflitos" - «ah e tal, queres dinheiro? então carrega aí nos botões que eu digo-te como fazer... mas tem cuidado! não leves muito, se não, tens que voltar ante que o dia acabe e posso já não ter mais para te dar...».
Para além da simpatia e eficiência, o "miúdo" era empreendedor: "eh pá, enquanto esperas vê o que tenho para te oferecer..." e lá vinham umas publicidadezitas, que isto de trabalhar para os senhores do dinheiro, não era só ajudar os que precisavam do dito, mas, muito mais, os que se davam ao trabalho de o pôr lá.
Tenho pena do "rapazito", mas depois de tantos anos trabalhando dia e noite, sem que alguma vez se lhe tenha ouvido uma palavra de desagrado, quantas vezes ouvindo, ele próprio, os impropérios daqueles(as) que não encontrando o que ali os levava, davam largas à sua criatividade verbal, desancando quem colocou de menos dentro da caixa ou, aqueloutros que da mesma, tiraram demais... o infeliz de todos ia ouvindo e a nenhum, tanto quanto se saiba, alguma vez retrucou.
Para além de simpático e efciente era cortêz e... ternurento! Francamente: eu gostava daquele BONECO!!!

Red disse...

RIP ao boneco do multi