2.23.2009

2
Notícia exclusiva "O Blog": Nem o Carnaval escapa: onda de depressão atinge 6 milhões de portugueses


Alguns milhões de portugueses estão actualmente a sofrer os efeitos de uma onda depressiva que está a atingir o nosso país. Apesar dos elevados números de desemprego, sabe-se que nesta altura os psiquiatras são os que melhor vão sobrevivendo: há um grande número de pessoas a recorrer às consultas de psiquiatria devido a distúrbios depressivos.

O fenómeno (que vai muito além da sazonalidade conhecida da depressão) atingiu o auge este fim-de-semana, em que nem o Entrudo aliviou a intensa carga emocional da vida de alguns portugueses. De facto, sabe-se que disparou o número de chamadas para linhas de apoio e prevenção do suicídio. A equipa d’O Blog (eu, vá) teve acesso ao depoimento dramático de um benfiquista que tentou atirar-se de pés de um primeiro andar e que acabou por torcer um tornozelo: “ao David Luís um tornozelo partido era pouco!”, revelou-nos CaJó, como é conhecido pelos amigos. “Deixem jogar o Mantorras!”, reivindicou, visivelmente transtornado.

Note-se que a depressão é um distúrbio que tem uma elevada taxa de mortalidade; são conhecidos vários casos de benfiquistas que morreram de vergonha e não saem de casa depois dos acontecimentos deste fim-de-semana. Alguns sintomas da perturbação nesta população específica podem ser falta de força, apatia, mal-estar no estômago (também conhecido por "azia"), tendência para o isolamento e repressão de memórias desagradáveis. É conhecido o caso d'O Sócio, um jovem que foi em peregrinação ver o jogo a um café da terra, mas que sofreu um impacto tão grande que reprimiu as memórias desses acontecimentos: “Sábado? Não me lembro de nada de especial… Olhe espere, comprei um jogo de computador e estive até às 3 da manhã para invadir a Croácia!”*

O Blog teve ainda acesso exclusivo a um e-mail que uma claque benfiquista enviou à direcção da claque da Mancha Negra a encomendar faixas para colocar à entrada do campo no próximo treino do Benfica, devido à influência que a faixa dos fardos de palha teve na vitória da Académica por 3-1 frente ao Marítimo nesta jornada. “Não merecem um fardo de palha, quanto mais um ordenado” foi o mote para a tão esperada vitória da equipa dos estudantes, e prevê-se que algo semelhante possa acontecer com a desafortunada equipa do Benfica.

No entanto, nem tudo é mau. De facto, a crise Benfiquista pode ajudar os portugueses que padecem desta doença futebolística a poupar uns tostões nestes tempos difíceis. O Blog entrevistou JP, um fervoroso adepto benfiquista, que confessou só comprar o jornal desportivo quando o Benfica ganha: “Assim poupo muito dinheiro!”, contou à nossa equipa de reportagem. Uma estratégia útil para ajudar os benfiquistas a gerir as finanças nestes tempos de crise.


E foi mais uma reportagem d’O Blog. Um blog perto de si.


* As melhoras para ti, mano. Obrigado por teres ficado com o gene mau.

2 Pessoas leram e ainda comentaram!

jp disse...

a poupança não está no facto da não compra do dito jornal, mas antes, na não leitura das parvoices que se escrevem nessas ocasiões nos referidos ícones da cultura desportivo/futebolista!
ainda há lagartelagem muito imatura... futebolisticamente falando! eheheh...

jp disse...

e há que respeitar o sócio... certo? tadinho...