10.31.2009

0
Porque é Halloween, vá...

10.29.2009

2
Este-post-serve-apenas-para-que-a-bela-imagem-do-José-Cid-nu-não-seja-a-primeira-coisa-a-aparecer-neste-que-pode-não-parecer-mas-é-um-blog-decente

...


Pronto, objectivo cumprido. Para ver o Zé Cid nu tem que se andar com o elevador mais para baixo.


(Para quem não imagina, obviamente que o concerto do homem foi o delírio. Haja favas com chouriço!)

10.28.2009

3
Quais U2, qual quê…

Hoje é o dia de ir vibrar com José Cid, o auto-intitulado “mãe do rock português”. Sim, mãe. Porque dizem que o Rui Veloso é o pai, e então se ele é o pai o Cid diz que é a mãe. Ele lá sabe. Eu cá prefiro não saber o que é que esses dois andaram a fazer para nascer o rock (favas com chouriço, provavelmente), isso é lá da intimidade deles e ninguém tem nada a ver com isso. Estamos num mundo muito liberal e isto já não pode ser encarado preconceituosamente. Se o Cid quer ser a mulher no casal tudo bem, ele é que sabe.

P.S.: partilho aqui com vocês esta bela imagem apenas para não ser a única traumatizada da vida com esta figura. Misery loves company!

10.27.2009

3
A minha pessoa é… (criança, pá, é o que a minha pessoa é…)

Prometem qualquer coisa e pronto, cá estou eu a fazer figura de ursa e a responder a uma-daquelas-coisas-que-eu-ponho-num-nível-só-muito-ligeiramente-acima-dos-mails-em-cadeia, mais conhecida por “desafio”.

Mas eu não tenho culpa..! É que da última vez que as Damas do Paraíso me propuseram um desafio, fizeram-me um avatar todo fixe e eu a modos que sou fácil. Claro que também ajuda o facto de ter dois dead-lines para quinta-feira em que devia estar a trabalhar e não estou; isso também é uma motivação extra para andar a responder a desafios a esta hora.

Ora então, a coisa consiste em revelar 8 características da minha pessoa. Hum. Não é assim tão interessante. Mas vá. Vou aqui e agora revelar em directo e exclusivo 8 aspectos surpreendentes da minha grandiosa personalidade.

Assim sendo vá, consta que a minha pessoa…

… Tem mau-feitio. Calúnias. Eu não sou ruim. Nem reles de vez em quando. Nunca morri por ter mordido a língua.Nem guardo rancor. Não acontece. Eu não sou raivosa.  Não sou GRRR. Eu nunca sou GRRR! Nada disso. Eu sou um amor de pessoa. O resto são as más-línguas que inventam.

… acha que tem piada. Alguém me devia desenganar. Se bem que, orgulhosa como sou, a coisa não ia correr bem. Ou então ia, que eu sou uma pessoa bastante tolerante. O facto de achar que há pessoas neste mundo a respirar usar o oxigénio do povo indevidamente tem apenas a ver com o temor pela saúde da restante humanidade..!

… É a modos que croma. Não é nerd, não é geek, é mesmo croma. So what? A verdade é que eu sei onde é que está o Wally…

… É (mas só um bocadinho) alarve gulosa. MENTIRA. Eu nem gosto de comer. Não tenho culpa que as coisas me apareçam à frente. Não tenho culpa que o chocolate goste de mim. Não tenho culpa de ter sido criada numa família que me ensinou a não estragar comida, sobretudo quando é boa. Não tenho culpa de o meu estômago não ter fundo. Não tenho culpa dos doces virem ter comigo. Não tenho culpa das gambas gostarem do meu prato. Não tenho culpa que os chineses tenham vindo para cá fazer crepes e chop soys! (Já que vieram há que lhes dar trabalho…) Não tenho culpa da base da economia se fazer com a comida. Eu apenas, como cidadã exemplar que sou, gosto de contribuir para a produtividade do meu país: quanto mais eu como, mais comida tem de se fazer. Tudo por um bem maior, claro.

… É agarrada. Egoísta. Egocêntrica. Whatever. Sou sim. Pouco, mas sou. Se bem que quem me vir a falar na terceira pessoa é capaz de ver melhor um alter do que um ego… eheheh (piadinha freudiana fácil, desculpem.). Vá, sou agarrada mas nem é assim tão mau. Também sei ajudar o povo. Sei sim. De forma quase completamente desinteressada!

… Tem muito non-sense para dar. O sol brilha e a relva é verde. Aposto que vocês ainda não tinham reparado.

Não tem papas na língua. Ou seja, a minha pessoa é directa. Nos dias em que não prende o burro. Pronto, nesses dias demora um bocadinho a ser directa. Mas nos outros não. Até falo demais. Gosh, quando estou com a telha não há ninguém que me segure! Por favor, alguém que me arranje um travão. Ou aulas de controlo de raiva. Depois vêm para cá dizer que eu tenho mau-feitio… Tenho nada…

E agora que revelei o meu encanto (o povo há-de ficar a pensar que eu sou intragável!), caras Damas do Paraíso, passem para cá as bolachas de chocolate. E a milka. E a coisa que prometeram à minha humilde pessoa.

(e o Wally está por toda a cidade de Coimbra nos fofinhos cartazes da Latada deste ano…)

10.25.2009

2
Não é que eu seja anti-social, mas…

 

… a parte boa da gripe A (entre outras, como o simples facto da existência de um estado de pânico geral) é que acaba de vez com o hello-kissing, vulgo então-não-me-cumprimentas?-mesmo-depois-de-se-ter-dito-olá-ou-apertado-o-bacalhau-a-toda-a-gente.

Malta, eu cá não gosto de cumprimentar com beijinhos. Excepto a famelga, porque hello-kissing era uma condição que já vinha incluída no meu pacote familiar. Mas de resto, no hello-kissing for me, please. Não é por nada, a sério. Não sou obsessivo-compulsiva com a mania da contaminação. Embora tenha algum receio pela minha saúde com certos dadores de hello-kissings. Também não sou anti-social. Vá, isso talvez seja um bocadinho, mas nada trágico. Também não sou assim tããão mal-educada, senão o meu pai batia-me.

É só que… na. Not my type. Perdoem-me, hello-kissers deste mundo. Não pensem que sou antipática, que também sei ser mas não é assim. Acho que o fundamental da questão é mesmo… eu não ser fofinha. Eu aceno, aperto o bacalhau, grito de um lado da rua para o outro, mostro a luz do telemóvel na janela para a rua à noite, whatever, mas beijinhos não é cá comigo andar a distribuir à borliú por esse mundo fora. Até porque beijinhos meus são extremamente valiosos.

Além de um provável erro de julgamento da imensa-simpatia-e-amabilidade da minha pessoa, também não me afecta muito não gostar de hello-kissings. É só que agora com a gripe A e a teoria do deixar-de-cumprimentar-as-pessoas-fisicamente-não-é-má-educação (mais um belo ensinamento que a gripe nos traz, imediatamente a seguir ao módulo de como-lavar-as-mãos-em-condições)  nem preciso mais de explicar a todo o mundo que eu não sou uma hello-kisser e que isso não faz de mim uma má pessoa (outras coisas farão, decerto).

Mas, também, nunca ninguém disse que eu era fofa, pois não?

10.23.2009

0
É desta que "Uma Aventura" passa a ser leitura obrigatória na escola!

"Isabel Alçada era um nome esperado no Ministério da Educação"

10.20.2009

1
Querida mãezinha,


Desculpa ter deixado o grandioso bolinhas num estacionamento debaixo das árvores no dia em que o tinhas ido lavar com tanto amor e carinho. Desculpa não ter adivinhado que vinha um vendaval que o ia encher de ramos. E desculpa também não ter adivinhado que naquelas árvores moravam 370 pássaros cheios de diarreia.

Prometo que, para a próxima, dormirei dentro do carro e tudo se for preciso, à espera que surja um humilde lugarinho à porta de casa. Isso ou pegarei eu própria no estupor da mota que insiste em ficar atravessada a ocupar o lugar do nosso bolinhas.

Desculpa também ter dito que ele de bolinhas não tinha nada e que tinha muito mais pára-choques de bóbi que de bolinhas; eu juro que não quis insultá-lo.

Desculpa, mãezinha. Prometo que um dia destes me ofereço para aspirar as folhas que foram ter ao banco de trás sabe-se lá como. Prometo também pedir a pressão de ar emprestada ao meu pai e colocar-me em posição de ataque na janela da sala, a fazer pontaria às árvorezinhas.

Sempre tua (pelo menos até ao dia em que me disseres que fui adoptada ou que fui encontrada num caixote do lixo à porta do prédio)

Red

10.19.2009

0
O paizinho ainda não sabe, mas oferece...

... uma recompensa (ou não) a quem tiver um bilhetinho a mais para a bancada sul superior lateral (lol) do grandioso estádio cidade de Coimbra e tencionar vendê-lo por preço dentro do razoável-não-gatuno. É que a sua pessoa já não foi a tempo de arranjar bilhetinho ao pé da filhinha para observar atentamente o grande bono vox a partir tudo dia 02/10/2010. Porque o paizinho é um fixe e, obviamente, gosta de U2.


P.S.: quando eu tiver bilhete para o José Cid na latada, exponho-o aqui com a mesma emoção.

10.17.2009

0
(em princípio, vá) EU VOU!!!

evento-U2-esgotado

10.16.2009

4
Ele há coisas…

 

Depois de uma noite sem dormir na minha cama após  um ataque de pânico muito feio, eis que chego à faculdade e vejo lá isto:

digitalizar0001

Claramente um sinal.

10.14.2009

2
Como é que eu posso pensar em U2 para o ano quando há José Cid daqui a duas semanas?!!!





10.08.2009

2
Porque eu também sou uma pessoa sensível…!


Sabem aquele cheiro característico que se nos vem quando temos o nariz entupido e fungamos…? Aquele cheirinho a gripe…?

Há que séculos que não sentia isso…


("sim, eu sei... que tudo são recordações..."...não..?)

10.07.2009

1
Gripe Ai a porra que já me dói o nariz de tanto me assoar.

À conta do meu excelentíssimo apêndice, que levou até às últimas instâncias a ideia do “não sou o único”, a minha pessoa tem gripe. E juro que me ando a divertir com isso.

Raramente fico doente. E habitualmente é coisa pouca: uma gargantita inflamada, um cérebro a escorrer pelo nariz, uns atchins para aqui e outros atchins para ali.

Mas desta vez a coisa está muito mais divertida. Não é que eu esteja pior, é mesmo só o ranho e o atchim. Mas dizer “gripe A”, de cada vez que espirro dá todo um outro ânimo à coisa. É que, por menos credível que seja eu ter gripe A (mas até podia ter já que ficava despachada! Se bem que me parece que esta agora é a minha gripe da temporada…), lá vejo as mãozinhas do povo a serem esfregadas com desinfectante. E a sério que deliro. Então no comboio, com aquele magote de gente apinhada tipo lata de sardinha a olhar para mim de lado de cada vez que ouvem um nariz a ser assoado, é um must.

Só me apetece esgalhar a rir depois de espirrar para o lenço. Nunca uma gripe foi tão animada.

10.06.2009

2
Tanta dúvida sobre a origem da psicopatia para quê…? É assim que se desenvolvem instintos homicidas…

Estão a ver os jovenzinhos que resolvem chegar à escola/universidade/e-tudo-e-tudo-e-tudo e desatar aos tiros a toda a gente e mais alguma que apareça para a festa...?

Pois. E não conhecem esses a malta das secretarias cá da UC e respectivas faculdades. Ou da CP, também.

Se conhecessem… Aí sim, é que era a sangria…

10.05.2009

2
o IVA é que sabe!

 

IVA

«Pacheco Pereira acusa - Vitórias do Benfica faziam parte da campanha eleitoral do PS

A campanha vitoriosa do Benfica neste inicio de época fazia parte da estratégia eleitoral do PS. Quem o diz é Pacheco Pereira em declarações ao IVA. “O PS controla tudo e todos. As vitórias e exibições do Benfica fazem 6 milhões de portugueses esquecer os reais problemas do País. São 6 milhões de eleitores que estão mais felizes e inconscientemente ligam esse facto ao PS. Como explicam que o comunista Luís Filipe Vieira tenha apoiado publicamente José Sócrates? Como explicam que Paulo Bento se mantenha treinador do Sporting? Como explicam que só agora Hulk tenha começado a jogar ao nível do ano passado? Agora que o PS já ganhou o Benfica vai voltar às exibições vulgares. Não viram ontem? Querem melhor prova? O PS tinha todos os treinadores sob escuta e o Jorge Jesus sabia antecipadamente todas as estratégias dos adversários, agora acabou-se.”»

10.03.2009

2
Porque este é um blog claramente informativo...

... quando eles dizem isto, já eu há muito tinha referido isto. Porque este é um blog informativo e está muito à frente! Mais precisamente, 6 meses à frente! Se bem que, quando se fala em andar enlatado no ramal da Lousã, já podemos falar de anos...


(outras informações - desta vez políticas - em www.portalpimba.com, como o grande hit autárquico "não sou o único" e a descrição de uma dirigente feita xerife a passar a mão no pelo do gato em MC city, e ainda outro sucesso garantido e pertinente para a zona como "não quero ver Coimbra a zero"!)

10.02.2009

3
Coisas e loisas ou então nada disso.

(acho que estou forte nos títulos non-sense)

a) (literalmente) Meio ano depois…

    There it is.

    Afinal nem a) eu estava assim tão horrível que o computador não aceitasse a fotografia, nem b) eles não tinham grande vontade de ma dar…

    (agora já só falta chegar o C.U. e a bela da matrícula. Mas essa acho que nem para o ano cá chega se eu não a for buscar…)

b) Ontem foi a última 5ª feira no dentista.

    Agora vou mudar de dia.

    Acham mesmo que ia conseguir viver sem aquela dosezinha de sadismo semanal?

    c) e – PÁRA TUDO!

      José Cid no último dia da Latada! Até parece que já se me estou a ouvir no meio da caloirada e afins a entoar favas com chouriço em delírio!

      Apreciem um pouco da poesia que me espera:

      E ao minuto e 17, a mais bela declaração de amor.