12.29.2009

3
A pescada está de férias.

E é por isso que não há postas.





Não digo para entrarem com o pé direito que eu cá sou esquerdina e não gosto de discriminações.

Agora licencinha aí, que tenho uma tarte de amêndoa para fazer para o ré-vé-iôn que se avizinha.

12.23.2009

2
Merry Christmas everybody!!

Aqui a je está no ir.

Um Natal cheio de coisas boas para as excelências. E para tod'ó mundo, que eu cá podia ser miss.
Ou não, talvez só para alguns, que o meu mau feitio não tem espírito natalício.

12.21.2009

1
Ninguém quer saber dos utentes, pá (ou "mais um post meio sádico")


O ramal da Lousã fecha, por completo, daqui a duas semanas.

Já alguém pensou como é que as pessoas cá da santa terrinha se vão suicidar sem o comboio?!!

Quem sai daqui lesado são os utentes perturbados e a própria CP, que tão depressa não vai ver aqui das vilórias as belas das indemnizações da famelga da vítima, que não só tem de fazer o luto por uma alma que decidiu que já não os queria aturar mais, como ainda tem de pagar uma bela maquia à CP pelos danos causados.

Transportes alternativos?
Check.

Mas atirar-se para debaixo de um autocarro não tem o mesmo impacto e não causa o mesmo estrago que atirar-se para debaixo do comboio. Aliás, atirar-se para debaixo de um autocarro da transdev é um bocadinho cócó. Lá se vai o melhor meio de pôr termo à vida que havia aqui para esta zona... Tão cedo não volto a ficar horas parada no caminho às espera que apanhem todos os bocados de alguém que resolveu ir experimentar o sabor dos carris... É triste, mas é verdade.

Agora se quiserem esborrachar-se em qualquer lado, das duas uma: ou vão até à linha da Figueira em Coimbra-B, que é a mais próxima, ou então optem pelos autocarros que fazem o serviço expresso cá das vilórias até à city, que na via rápida vão até aos 80km/h e já dão para qualquer coisinha. Não tarda são os bombeiros que começam a cobrar comissão por terem de lavar o sangue da estrada.


12.18.2009

2
Cataclismo ou autoclismo? We’ll never know. (ou "mais um título non-sense")


Terramoto/sismo/whatever?
Houve lá agora uma coisa dessas.

O que consta que houve para aí foram pessoas a abanar camas alheias.

Porque se alguém decidisse arrombar uma casa para lá entrar, acredito que a primeira coisa que faria não seria roubar, maltratar ou qualquer outra coisa menos fofa acabada em –ar, mas antes abanar a cama do dono da casa.
E suavemente, ainda por cima. O que não falta por aí são perigosos bandidos a arrombar casas para abanar camas (suavemente) e ainda fazer com que pareça que foi um sismo noutra ponta do país.

Além disso, toda a gente sabe que se tivesse havido realmente um sismo os bonequinhos do presépio não estariam de pé. Aliás, nem sei quem foi o cromo que perdeu tempo a inventar algo tipo, vá, um sismógrafo, quando já há presépio para medir sismos há tantas centenas de anos.


Não, pai, não andava ninguém a abanar a cama.
E não mãe, não se sentiu que chegasse para deitar os bonecos ao chão.

Com uma família destas como é que eu podia ser certa das ideias?! Oh sorte.
Esta noite já fui eu que andei a ouvir coisas. Mas não eram perigosos bandidos a abanar-me a cama suavemente. Digo eu. Parecia mais a minha Kika Maria em cima de mim, quando a bicha estava fechada na cozinha.
Turururururu (X-Files theme)

12.15.2009

2
Melhor declaração de sempre (ou "Red e a sua queda para o romantismo")

Se eu podia viver sem ti?
Podia... Mas não era a mesma coisa!

12.13.2009

1
São eles e o Saramago.


Os médicos são, oficialmente (decreto eu já aqui), dos profissionais mais enriquecedores da nossa tão nobre língua. Os melhores inventores de palavras extraordinariamente grandes e, vá, estúpidas um bocado para o desnecessárias .

Como há terminologias demasiado simples, toca de criar palavras onde caiba o maior número de sílabas possível.

Realmente, quem é o simplório que quer referir-se ao acto de enfiar-um-tubo-pela-goela-abaixo como "endoscopia alta" quando lhe pode chamar esofagogastroduodenoscopia?

12.10.2009

2
E é por conversas destas que há um menu chamado “discurso directo”.

(…) irmão da xana, o homem sem medo!

Lol

Umas cuecas justas e uma capa e temos o super-homem.
Cuja kryptonite são cobras.


Cuecas azuis
ou vermelhas?

Vermelhas. Em fato azul.
dah.
A minha joaninha
[porta-chaves ultra fofo da chave do carro] também tem uma capa.
Por isso
É a super joaninha!!

É. É ela e tu.

Se bem que o apêndice disse que ela era tetraplégica.
E maneta.
Estúpido.
Mas tem uma capa.
Quem é que quer braços e pernas quando se tem uma capa?!!!!

Ninguém! Ora então!! A capa faz com que ela voe!
(voe? parece estranho)

Sim, voe. Exacto.
E com a cara feliz que ela tem não me parece que se importe muito de aterrar com os cotos.

Tadinha... qualquer dia até nem cotos tem também
Vão-se gastando
com tantas aterragens

Não gasta nada, que ela anda de carro.

Qual de carro! Anda de capa!
Quando está para poisar, mete a capa a tapar os cotos
Qualquer dia não tem é capa, então

Mas ela está agarrada à chave do meu bolinhas, por isso quando aterra vai logo para o carro…
Já aterra sentada!



Red e Moreno, num msn perto de si. Ou não.
4 anos a aparvalhar. Juntas. Sozinhas é há mais.

12.07.2009

0
Red e o (verdadeiro) espírito natalício

Já vos falei da minha árvore, não foi…?

Linda que ela só, toda ela a dar espectáculo numa varanda perto de si, exibindo-se perante uma rua movimentada e sedenta de espírito natalício… Vá, mais ou menos.

Pois não é que um estupor de um vizinho tem uma varanda com mais néons do que têm as casas de meninas na EN-1?!

Pois fique sabendo, meu caro vizinho, que pôr luzes é fácil! Montar uma bela árvore, iluminá-la eficazmente e pô-la a espalhar o espírito natalício por esses transeuntes fora é que é difícil!!! O difícil não é montar a instalação eléctrica do circo chen na varanda, o difícil é fazer com que a malta que vai a passar lá em baixo perceba que é uma árvore de natal e que está ali a espalhar a magia do espírito natalício! Se fosse um concurso já estava desqualificado, seu filho da mãe. Ora agora a roubar as atenções da minha querida árvore… Pois claro que toda a gente olha primeiro para a sua varanda, tem mais néons que um carro de tuning! Estupor. Havia de vir o espírito natalício enfiar-lhe as luzes num sítio que eu cá sei! Aí sim, havia de agradecer por não ter uma árvore à séria!!

Pois fique sabendo que essa sua central eléctrica de árvore não tem nada, é só um amontoado de luzes azuis (ainda por cima!) que parece que piscam e ah e tal e coiso e “o que é aquilo?” “são luzes, senhor, são luzes…” e pois disso não passam. Se as pessoas quisessem luzes o natal era feito de candeeiros.

Ora essa.

12.05.2009

1
"I don't do mornings". Já dizia o Garfield.


12.02.2009

2
Só à mete-nojo, 3 palavras para vocês, caros leitores:

Travesseiros
da
Piriquita

Se a minha pessoa não vai até Sintra, Sintra vem até à minha pessoa.
E isto é ser importante.