2.16.2010

1
Afinal não é só daquelas notícias que se fazem na santa terrinha.


Fazem-se também notícias sobre pseudo-homicidas incompetentes. Homens (tinha de ser) que tentam bater de frente contra o carro da mulher e que falham o alvo e só raspam de lado. Homens (mas é que tinha mesmo de ser) que, depois disso, saem do carro para regarem a mulher com gasolina e atear-lhe fogo, mas que mais não conseguem além de umas queimadurazitas no rosto. Uma rica prenda de dia dos namorados. É carnaval, ninguém leva a mal...

Mas eu pergunto: onde é que estão os homicidas de antigamente, hã? Aqueles que estrangulavam friamente, que espancavam até à morte, que sacavam da arma e davam três ou quatro tiros no peito, que amarravam a pessoa a uma árvore e, aí sim, deitavam gasolina e ateavam fogo, que regavam as namoradas com ácido, que as atiravam ao rio e encenavam carjacking, que lhes davam 30 facadas à frente dos filhos e tudo, etc etc etc?

A sério.

Creio que precisamos de mais e melhores cursos para ex-maridos vingativos, que isto assim não está com nada. É que, convenhamos, falhar, na mesma altura, duas tão diferentes tentativas de homicídio é muita incompetência, a sério que é. Bem, mas acredito que, se o senhor for preso, alguém lá dentro lhe vai explicar como é que se faz.


(É essa a fé que eu tenho em ir para lá trabalhar: é que aprenda lá qualquer coisinha. Muahahahaha.)

1 Pessoa leu e ainda comentou!

Alguém disse...

E caso para dizer: mudam-se os tempos, aumentam os incompetentes! Cometer um homicidiozinho é a coisa mais simples do mundo! ehehe