10.07.2010

3
Alguém ficou sem anestesia hoje.*


a) deitei-me rija e acordei doente

b) carro na oficina, que ontem tinha de encostá-lo a cada 5 minutos de viagem (oh pra mim de saia e a xana maria de saltos, duas marias amélias no parque do coimbra shopping, à chuva, a olhar para um capot aberto tentando ganhar coragem para abrir a tampa do reservatório da água que estava a ferver para o atestar mais uma vez) - e isto cheira-me a karma por gozar com o triste do sócio-mobile. E as voltas que eu tinha que dar e o estupor do carro lá aquecia demais e eu encostada à espera que arrefeça, e aquela porra quase no vermelho a cada vez que eu parava ficava ali sem respirar com medo que o bafo aquecesse ainda mais o motor e eu já só alucinava com imagens de fumo a sair do capot - como o sócio-mobile - e o pára-arranca de cidade e era tipo "saiam da frente seus empata-f**** que eu não posso paraaaaar" (não haviam passadeiras ontem, temos pena, e muito treino em asneira verbal tive eu) - e o pânico quando apanhava semáforos ou quando vi a fila na rua do Brasil - o drama, o horror, a tragédia, que eu já só estava a ver o bicho a pegar fogo em pleno coração da cidade de Coimbra - e debaixo duma chuvinha que já molhava bastante - e aaai que p'ra ir de um sítio para o outro tinha de parar no caminho pró bicho arrefecer e nem 5litros de água no radiador me safavam e porra que só a descrição cansou-me quase tanto como a exaustão mental de um dia inteiro nisto. Junta-te a mim, I., eu com o bicho caliente no meio dos semáforos e tu com a tua direcção desassistida.

c) não só o meu belo cartão ainda não apareceu, como não sabem mesmo dele porque não está como retido no sistema. E se eu me quero desenmerdar - porque já estou um bocadinho (mas só um bocadinho...) possessa - toca de mandar vir um novo à minha conta. Mas ou eu não me chame Joana ou esta m**** não acaba assim, que não é por causa dos 5€ de um novo cartão (ou das voltas que já dei e dos telefonemas que já fiz e do tempo que já perdi em agências de bancos e a pedir documentos que afinal não servem p'ra nada porque ninguém - excepto eu que o lá deixei - sabe onde está o dito cartão, ou até mesmo porque já estou há um mês sem ele - e vou estar mais 15 dias) - ou até é exactamente por isso tudo! Porque eu não tenho paxorra para gente incompetente, juro que não tenho, e os meus instintos sanguinários só me dizem "espanca os senhores da CCA com um pau cravado de pregos até as paredes ficarem tingidas de vermelho e carne" e já estou mesmo a ver "Oh nobre Red, mau feitio, nem sei porque é que estás com essas coisas, que um cartão multibanco/de estudante nem faz falta nenhuma, né..." - raios partam se não ia lá de propósito só para me estrear num livro de reclamações (que é coisa para eu achar giro) - mas sou muito mais à frente e segue carta registada para a agência central, que se eles são incompetentes e o sistema deles tem falhas não sou eu que as hei-de pagar - ou vá, provavelmente pagarei, não sou assim tão crente, pelo menos que o meu descontentamento fique registado, nem que seja com buracos de balas nas paredes da agência ou com um novo papel de parede feito de tripas e sangue de bancário (sim, eu sei, sou um amor de pessoa, mas ao menos tenho todo um nível de empatia com os que da outra vez se barricaram no BES).

E badamerda com eles. Bela merda, o que eles (não me) andaram a fazer. Não gosto nada disso.

* Não deviam chatear a pessoa que está responsável pelas anestesias lá no dentista... ou pelo menos não deviam escolher o único e exacto dia na semana em que essa ilustre pessoa lá está... Pode correr mal, digo eu, não sei.

3 Pessoas leram e ainda comentaram!

I. disse...

É. Muito bom. Já vi que a vida também te corre bem, sim senhora :D

Red disse...

não estou segura de gostar do teu contentamento por a minha vida correr assim tão bem... -.-'

lol :)

LP disse...

Eu sonho um dia escrever algo num livro de reclamações, mas o mais perto que consegui foi na semana passada, após uma acéfala humana me atender muito mal, virar as costas e sair da loja a dizer 'foda-se, vá para o caralho'. E conto isto com o maior orgulhos. E sou uma pessoa bastante calma. :)

Conclusão: dá uso aos teus instintos!