12.30.2010

2
Dava jeito um destes... Para abrir frascos, levar o lixo, passear o cão...

Nem eu nem mamãe conseguíamos abrir o frasco dos pickles. Estritamente necessário para a receita em questão. Força e nada. Mãe vermelha e nada. A ajuda de um pano e nem um deslizezinho da dita cuja. Mamãe tentou, eu tentei. Ficámos vermelhas da força, demos cabo da mãe, por fim desistimos com um suave podíamos ir pedir ao vizinho..., forte e jovem, o homem dos 7 ofícios que põe tudo a funcionar no prédio de certeza que também consegue abrir o raio da tampa de um frasco maléfico.

"Vai lá, anda", tenta mamãe, mas eu obviamente tenho vergonha na cara e vai tu que eu não quero passar vergonhas com o vizinho!, E lá vai mamãe, avental posto e frasco de pickles na mão, enquanto o tacho está ao lume e eu espreito atrás da porta da rua. Vizinha abre a porta, olá vizinha, ah e tal "está aí o teu filho? É que nem eu nem a minha filha conseguimos abrir isto" e bolas, o vizinho não está, e agora o drama, o horror, a tragédia, que será de nós e da nossa ilustre sapateira sem os pickles?!

O vizinho não está mas descansai vizinha, que eu trato disso, afiança a ilustre companheira de prédio - e a vizinha segura no frasco, manda o puto de 10 anos rodar a tampa e puff, o frasco abre-se.

Um puto. De 10 anos. Contra eu e a minha mãe.

Não, epá, agora a sério.

Um puto de 10 anos?!!!!

-.-'

12.24.2010

0
Well I don't feel like Christmas...


... but you should!


Por isso aqui a lontra deseja a todos* um big

Merry Christmas!
*(ou será só a alguns? Muahahahah you'll never know)

12.22.2010

3
Então como é que foi o dia hoje? ... Nada de especial...


Foi só um misto de uma insónia de meio da noite, um adormecimento sem ir p'ró estágio, uma corrida até aos CTT fechados antes da hora para uma tentativa improfícua de levantamento de encomendas natalícias, uma ida ao estágio à senhora da asneira, visto que o meu recluso de hoje lá achou mais interessante ficar a ver a novela do que ir ter comigo quando o chamei, o conhecimento de um senhor que matou a mãe, a cortou às postas e a guardou no congelador (menos entusiasmo, Red, menos), uma ida ao orientador de tese (e em que sofrimento antecipatório eu andava!!), que mais uma vez tinha tempo p'ra tudo menos p'ra mim.
Um belo dia, culminado com uma ligadela pró amigo p'ra me ajudar a tentar entrar em casa de uma forma menos, digamos, convencional, visto ter-me esquecido da chave em casa - coisa que não acontece, tal como não acontecia deixar a chave do carro em sítios públicos e ter de lá deixar o bicho e ir de bus p'ra casa. E tudo porque eu pelos vistos gosto mais de homicidas do que invasores de propriedades alheias, senão tinha conseguido abrir a porta sozinha. Tenho de começar a pedir umas dicas lá no estabelecimento.

Um dia normal, portanto.

(só por via das dúvidas devia começar a andar com radiografias dentro da mala, sei lá, pode dar jeito)

12.21.2010

1
"Hoje já não levas rojões!", ameaçou Luís Filipe Vieira.


Devido a ocorrências no túnel da luz, águia milhafre Vitória obrigada a rescindir contrato com os lampiões.

Não se sabem ainda os contornos da saída, mas é possível que a bicha venha a abrilhantar a próxima tour dos Eagles.

Em primeira mão, Vitória avança em exclusivo para o Não é um blog, é O blog que "sempre é mais agradável - e másculo - voar ao som de Hotel California do que passar a vida a ouvir dizer que os benfiquistas são papoilas saltitantes".

12.15.2010

2
O pai...


... anda armado em betinho a ir para o autocarro de manhã bebendo o seu iogurte.

Esquece-se que tem bigode.

E depois fica a fazer figuras em frente a vidros de carros alheios - ou camiões com condutores lá dentro - porque se esquece de levar guardanapos.

-.-'

12.14.2010

3
É por pérolas destas que há um submenu neste blog chamado discurso directo (não actualizado por preguiça, não por falta de conteúdo...)


_ Conheces a pastelaria Marques?
_ Onde é?
_ Na Manutenção, mesmo ao pé dos semáforos da Sá da Bandeira...
_ Ah, já sei, é uma em que se entra lá p'ra dentro, não é?

...

As the appendix said: "Não, mãe, fica-se à porta..." -.-'

12.06.2010

3
EU QUERO EU QUERO EU QUERO!!!!

12.04.2010

4
Vou mas só porque sou bem ed'HUCada (e mais uma piada com HUCs e alguém me espeta um catéter num olho -.- )


Ooooh, diz que aparentemente já estou de saída, parece que só paguei estadia p'ra uma semana, que cheiro mal e não me querem ver mais por perto, que os (demasiados) meninos de medicina que me vêm usar para estudo de caso atrapalham aqui o serviço porque são mais que as mães de volta de mim. Diz também que como demais, que levo o hospital à falência, que estou muito tempo no chuveiro com a pressãozinha da água a dar-se-me nas cruzes. Diz que desde que cá estou já roubaram um menino Jesus e um burro, mas eu juro que não fui eu, não fui, não sei, e até tenho raiva de quem sabe. Diz que tive uma pielonefrite - uma quem?!, nome mai'lindo - mas que já se foram as dores - que vão p'ró diabo que as carregue - e as febres e todas essas coisas giras. Diz que até tive tempo de ganhar uma gastroenterite viral - descarrega Red, nunca o "deita cá p'ra fora" foi tão certeiro, mas que agora já está tudo limpo e que o meu rim está pronto p'ra outra, que fica lá com a cicatrizinha só para eu não me esquecer do intenso amor por ele. Diz que o contraste da TAC podia dar um gostinho a camarão mas só deu o calor do whisky. Diz que já não tenho veias para pôr catéteres, que os antibióticos as comem, que é dose demasiado cavalar de antibiótico e estou a romper com o stock da farmácia hospitalar, pois que 2 a mandar p'ra veia 3 vezes ao dia não é de anjinho. Diz também que a candonga de bolachas, sumos e leites achocolatados que vai p'raqui no meu armário é ilegal, bem como os pastéis de nata do pai e os cones de chantilly da Raquel. Ainda por cima já pus uma das velhotas aqui do lado a ler uma revista (aos 87 e sem óculos), parece que estou a estragar aqui o esquema do serviço, que as senhoras até estão mais arrebitadas desde que eu cheguei. Diz que dou prejuízo, que mal cai aqui alguma coisa vai logo para a gaveta (um arsenal de doces para pão e de bolachas maria), pois nem que não se goste distribui-se para a família, que nada se perde, tudo se transforma - ou será mais "não se passa nada, consome-se tudo".

Por isso diz que sim, que vou embora segunda-feira, vá lá ver se não me prendem aqui, que eu sou tão jovem e boa rapariga e eles nunca se viram noutra - gaja nova, pá, tão nova e já tão estragadinha (calúnias, sou fresca que nem uma alface). Diz que vou ainda com mais uma semana de antibiótico (oral, vá, que já estou farta de mandar p'ra veia) e pseudo-repouso, porque as defesas estão fraquinhas e tenho de beber muita água e blá blá blá whiskas saquetas, mas ai que eu lá fora não tenho vida para andar a fazer xixi a toda a hora como aqui - nem vida nem penico!, fora o de caloira, que esse ainda anda p'ra lá perdido algutres no quarto.

A ver vamos.

12.01.2010

4
Isto é d'HUCaneco.


Pois diz que dava jeito um manual do primeiro internamento, que eu só dou barraca.

Ah e tal que vai estar frio e chuva e neve e coiso - ora eu que não tenho dinheiro para férias em sítio mais tropical, escolhi os HUC, que assim como assim são um sítio quentinho onde há cama, comida e roupa lavada (esta mais a cargo de mamãe, vá), quase melhor tratamento do que o hotel em Braga (mais uma barraca a contar posteriormente, quiçá, ou não, qu'eu cá não sou provinciana sou concelhia, no máximo). Ah que está um gelo e não sei quê - pois, diz que sim, que anda p'raí uma corrente de ar lixada, eu cá não sei, que vendo bem as coisas aqui só se está bem de manga curta e na caminha qu'é bom e eu passo a vida alagada em água.

Ainda têm pena e tal e não sei quê, mas eu tenho muito que fazer, há até quem diga como é possível que andes ocupada durante o internamento?! mas sim é, é possível, e ainda por cima agora o apêndice trouxe-me o vermelhusco e net - oh, que bela vida esta - e eu nem tenho tempo para tanto que tenho para pôr em dia (a minha leitura, agora uns blogs, e talvez jogar uns Sims), entre o levantar, comer, casinha, tomar banho, deitar, levantar, casinha, comer, deitar... vida difícil, esta! (fora o catéter no braço que é chato, é sim senhor, nada agradável).

(e pois que o apêndice é fofinho e traz a net para a lontra se actualizar do qué pasa no mundo, que desde domingo que só vejo a rua pela janela.)