12.22.2010

3
Então como é que foi o dia hoje? ... Nada de especial...


Foi só um misto de uma insónia de meio da noite, um adormecimento sem ir p'ró estágio, uma corrida até aos CTT fechados antes da hora para uma tentativa improfícua de levantamento de encomendas natalícias, uma ida ao estágio à senhora da asneira, visto que o meu recluso de hoje lá achou mais interessante ficar a ver a novela do que ir ter comigo quando o chamei, o conhecimento de um senhor que matou a mãe, a cortou às postas e a guardou no congelador (menos entusiasmo, Red, menos), uma ida ao orientador de tese (e em que sofrimento antecipatório eu andava!!), que mais uma vez tinha tempo p'ra tudo menos p'ra mim.
Um belo dia, culminado com uma ligadela pró amigo p'ra me ajudar a tentar entrar em casa de uma forma menos, digamos, convencional, visto ter-me esquecido da chave em casa - coisa que não acontece, tal como não acontecia deixar a chave do carro em sítios públicos e ter de lá deixar o bicho e ir de bus p'ra casa. E tudo porque eu pelos vistos gosto mais de homicidas do que invasores de propriedades alheias, senão tinha conseguido abrir a porta sozinha. Tenho de começar a pedir umas dicas lá no estabelecimento.

Um dia normal, portanto.

(só por via das dúvidas devia começar a andar com radiografias dentro da mala, sei lá, pode dar jeito)

3 Pessoas leram e ainda comentaram!

LP disse...

gostei do pormenor do cortar às postas. É no mínimo original e no máximo, macabro, vá! Mas de fosse no Natal, já dava comida para toda a famelga na Ceia!

I. disse...

Ui, que tu tens uma clientela de categoria! Olha que senhor tão querido, tão amável e amigo da senhora sua mãe.

Beijinhos e um bom Natal (come, que andas tão magrinha ;P)

Ritinha disse...

andar com radiografias dentro da mala, mas saber trabalhar com elas...