5.23.2011

2
Qualquer coisa deste género, o fim do mundo que era suposto ter sido ontem ou anteontem.



5.18.2011

4
Uma curtinha curtinha (que isto agora não dá para mais):


Passo a explicar. Perguntarem-me pela minha tese nesta altura é mais ou menos como a pergunta "então e vocês?" num casamento a que eu vá com o apêndice:

Not nice. Not funny.

Are we clear?

5.16.2011

1
Creio que se trata disto...



5.15.2011

4
Com a última não se brinca.



Desculpai, fiéis leitores - ou não -, mas a modos que ando meio ocupadíssima, sim? Je volta. Não sabe quando, mas volta!

(By the way, então os espanhóis não têm pastas de atum, delícias, frango, etc? Ora essa, só passo vergonhas -.-' )

5.06.2011

1
Já começou:




E este ano é que vai ser. Pelos que cá estão e pelos que queriam estar.


Do not stand at my grave and weep
I am not there; I do not sleep.
I am a thousand winds that blow,
I am the diamond glints on snow,
I am the sun on ripened grain,
I am the gentle autumn rain.
When you awaken in the morning’s hush
I am the swift uplifting rush
Of quiet birds in circled flight.
I am the soft stars that shine at night.
Do not stand at my grave and cry,
I am not there; I did not die.

[Mary Frye]