9.30.2011

1
Querido Freud,


Estou a um bocadinho assim de açambarcar o teu divã, e não só porque sou uma aficcionada por sofás. Senão vejamos:

Antes da defesa sonha-se com o orientador da tese (e não, não é nenhum Brad Pitt, é mesmo baixinho, velhote e com sotaque da Guarda que só ele) a mandar vir e tal.

Na noite pós-defesa, sonha-se com o pai a sacar de um machado que está no banco de trás do seu fiesta e toca de dar tratamento a assaltantes alheios, mas depois o assaltante solta-se e timbas, tenho eu de lhe dar valente machadada no braço. A posteriori sonha-se coisa ruim com mamãe também.

Nas noites seguintes é um festival. Tem-se pesadelos vários com acidentes, com o irmão falecido, com aranhas ao pé da cabeceira da cama, com o Apêndice, com encomendas dos correios que não chegam (true story), com o estágio da Ordem e até com ataques de leões enfurecidos.

Por isso dizei-me, caro Freud:

Hipótese 1: PTSD relacionada com o irmão e isso.
Hipótese 2: Stress derivado da tese e defesa e coiso.
Hipótese 3: Privação de sono.
Hipótese 4: Tenho mas é o cérebro todo queimadinho, não tenho?





1 Pessoa leu e ainda comentou!

Dryn@ disse...

Sutaque de biseu fachabore, pessoal da Guarda não fala assim nao -.-'

Ó mulher isso é tudo muito stress acumulado, Foram muitas coisas ao mesmo tempo para digerires! Agora tas a deitar td ca para forma mas de modo inconsciente que é quando sonhas, tas a libertar todod o stress, e a descansar como se calhar ja nao descansavas há tempos!

Se fizermos um peddy pastelarias isso passa-te x'D

Goto de tu