11.26.2011

2
A minha família é uma animação. Pois é.


A minha mãe é a rainha das calinadas. É. Mesmo. Não é por acaso que dá toda uma inspiração de diálogos brilhantes, como quando a tentei convencer que não, a equipa a quem ela estava a gritar GOLOOOO alto e bom som não era o Benfica, não, e Old Trafford não estava cheia de benfiquistas só por serem todos vermelhos, não, os do Manchester é que eram vermelhos também - she did not / oh yes she did. Ou como quando esteve uns 10 minutos ao telefone comigo a perguntar-me "bombas?!!" em altos berros enquanto ia no autocarro, enquanto eu lhe tentava explicar que era porreiro levar-me bongos para eu beber no hospital - BONGOS, MÃE, UMA FESTA DE 8 FRUTOS!! Mas pronto, mamãe ainda por cima está a ficar ligeiramente surda, o que potencia a coisa.

E depois temos o pai. O pai que faz grandes reportagens fotográficas, horas de filme de acontecimentos importantes, e vai-se a ver e só filmou pés. Ou só fotografou pés. Ou o céu ou qualquer outra coisa particularmente irrelevante. Porque estava a filmar quando achava que não estava e quando pôs a filmar desligou tudo. É o pai que anda numa de sair de casa e deixar as coisas ligadas, ou que prepara tudo para ir andar de bicicleta e quando está para sair de casa se esquece disso. É também o pai que acha que enormes tendas no meio da vila podem ser para pôr leões ou que diz a toda a gente no trabalho que tem em casa uns "bombardeiros" muito bons. Mas é o supra-sumo da inteligência e perspicácia - é, eu juro que é, embora às vezes não pareça: monta todo um computador, tudo no sítio - aparentemente - mas eis que o dito cujo não liga, mas que raio, desliga e volta a ligar, vira e revira, testa e retesta, até que desiste e lá leva aos profissionais do assunto "porque aquilo deve estar alguma coisa queimada ou estragada, está tudo ligado no sítio certo, já conferi!", até que alguém lhe pergunta "olhe, você ligou este fiozinho aqui...?". Mas também, o que é que se há-de esperar de alguém que deu voltas e mais a um telefone "estragado" - horas a queimar o fusível a tentar perceber o que tinha acontecido ao bicho - até o levar à loja e lhe dizerem que tinha posto as pilhas ao contrário.

Filha sofre, é o que vos digo.


ADENDA: liga fios, desliga fios, põe o ouvido à escuta e nickles - "mas isto não dá som!" ... "já experimentou ligar as colunas...?". True Story.

2 Pessoas leram e ainda comentaram!

Saudosa Morena disse...

Como é que tu hás-de ter juízo :) São dois personagens encantadoras, os teus papás :)))

Pingo disse...

Ahahahah mto bom!
Pais assim é que se quer, ao menos não tens uma vida aborrecida e quando chegas a casa sempre soltas umas belas gargalhadas...